Como escolher o seu suplemento de magnésio?

A importância do magnésio

O magnésio é o 4° mineral mais abundante no corpo e exerce importantes funções em âmbito molecular, bioquímico e fisiológico, sendo necessário para mais de 300 reações no organismo e para a manutenção da homeostase.

Como exemplo de algumas dessas funções, pode-se destacar o seu papel na absorção de cálcio e regulação da vitamina D, pois é essencial para a saúde óssea, atua na síntese de serotonina (neurotransmissor associado ao bem-estar, à felicidade e ao relaxamento), na modulação da ansiedade, na neuroproteção e na condução de sinais neuromusculares, bem como apresenta importância para a saúde cerebral. Também se associa na prevenção de arritmias e hipertensão, além de regulação da vasoconstrição e do sistema cardiovascular.

Deficiência de magnésio – Quais os sintomas?

As concentrações corporais de magnésio abaixo do ideal são altamente prevalentes nos países ocidentais, inclusive no Brasil, principalmente, devido à baixa ingestão alimentar. Assim, uma das formas de tratar a sua deficiência seria a partir da adequação pela alimentação, com a inclusão de alimentos fonte como gergelim, folhas verde-escuras (como espinafre e couve), oleaginosas e grãos integrais.

Mas a sua concentração nos alimentos pode ser impactada pelo teor de magnésio presente no solo, que pode ser deficiente, além dos processos de refinamento, sendo a suplementação uma forma efetiva de melhorar os seus níveis corporais, assim, visando garantir os benefícios do magnésio.

Como principais sintomas da deficiência deste mineral destacamos fadiga, dores de cabeça e/ou enxaquecas, aumento da pressão arterial, arritmias, alterações na glicemia, osteoporose, câimbras, entre outros.

Suplementos de magnésio

No momento de escolher seu suplemento de magnésio, você se depara com diversos tipos. Isso acontece porque há diferentes formas de apresentação deste mineral, sendo que cada uma delas tem objetivos e biodisponibilidade distintos.

Na Naiak, você encontra dois tipos de suplementos de magnésio! Entenda como escolher o melhor para o seu objetivo:

Magnésio Dimalato

● O que é?

Formulado a partir da combinação de magnésio e ácido málico, com a finalidade de formar o chamado mineral quelato, que leva ao aumento de sua biodisponibilidade, apresentando alta e rápida absorção intestinal. O ácido málico é um composto bioativo que atua, principalmente, na geração de energia pelo corpo.

● Quando é indicado?

Para diminuir os sintomas de fibromialgia, amenizar dores musculares ou articulares, diminuir a intensidade dos sintomas da TPM, reduzir sintomas emocionais (ansiedade e estresse), otimizar a produção de energia corporal e melhorar a qualidade do sono.

● Diferenciais Naiak:

Com o selo Albion Minerals, evita desconforto gastrointestinal, tem absorção prolongada e apresenta 433mg de magnésio dimalato por cápsula, além de ser vegano.

Tauromind

● O que é?

Este apresenta-se como a associação entre o magnésio e a taurina, potencializando a biodisponibilidade do magnésio. Após a sua absorção, é encontrado principalmente no tecido cerebral. A taurina é um aminoácido importante para o corpo, sobretudo para o melhor funcionamento do sistema cardiovascular e nervoso.

● Quando é indicado?

Para contribuir para a manutenção da saúde cardíaca, dessa forma, modulando a pressão arterial, no tratamento do estresse crônico, na melhora da memória e do aprendizado, na redução da enxaqueca e como coadjuvante do tratamento de doenças neurodegenerativas.

● Diferenciais Naiak:

Com o selo TauroMag, apresenta 525mg de magnésio taurato por cápsula e é vegano.

Atente-se, sempre, à presença dos selos de certificação nos seus suplementos: eles dão garantia da qualidade e segurança do produto que está adquirindo.

REFERÊNCIAS

DINICOLANTONIO, J. J. et al. Subclinical magnesium deficiency: a principal driver of cardiovascular disease and a public health crisis. Open Heart, v. 5, p. 1-17, 2018. Disponível em: <https://openheart.bmj.com/content/5/1/e000668>. Acesso em: 01 de dez. de 2020. RAZZAQUE, M. S. Magnesium: are we consuming enough? Nutrients, v. 10, n. 12, p. 1-8, 2018. Disponível em: <https://www.mdpi.com/2072-6643/10/12/1863/htm>. Acesso em: 01 de dez. de 2020. BOYLE, N.B.; LAWTON, C.; DYE, L.The Effects of Magnesium Supplementation on Subjective Anxiety and Stress—A Systematic Review. Nutrients, v.9, n.5, p.429, 2017. Disponível em: < https://www.mdpi.com/2072-6643/9/5/429/htm > Acesso em 07 dez. de 2020. AHMED, F.; MOHAMMED, A. Magnesium: The Forgotten Electrolyte-A Review on Hypomagnesemia. Med Sci., v.7, n.7, p.56, 2019. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30987399/ > Acesso em 07 dez. de 2020. FERREIRA, I.; ORTIGOZA, A.; MOORE, P. Magnesium and malic acid supplement for fibromyalgia. Medwave, v.19, n.4, p.7633, 2019. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31150373/ > Acesso em 07 dez. de 2020. IBEROQUÍMICA MAGISTRAL. Magnésio Dimalato – Combinação de magnésio com ácido málico. Disponível em: <https://www.iberoquimica.com.br/Arquivos/Insumo/LAMINA-164613.pdf.> Acesso em 07 dez. de 2020. ATES, M. et al. Dose-Dependent Absorption Profile of Different Magnesium Compounds. Biol Trace Elem Res., v.192, n.2, p.244-251, 2019. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30761462/> Acesso em 07 dez. de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *